sábado, 24 de janeiro de 2009

A Tuna


Muito se tem falado de momentos que certamente são de muita importância nos pedaços do tempo que fazem parte da nossa vivência. Somos um somatório de pedaços.

Bem, tenho estado à espera que alguém (Malva...) publicasse um postagem com a tuna, já que, e segundo ele, o ser tuno foi uma vivência que o marcou profundamente. Como verifico que tal não acontece, posto eu.

A TUNA NO LARGO DA IGREJA DA T. CHÃ EM 1992

Realmente o caro amigo Malva não conta da fotografia!... Contudo aparecem muitos bons amigos, tunos de valor, com espírito académico valoroso (Os "tons do bar". Assim eu lhes chamava só para chatear) .

Fica a foto para recordar...
nota: agradecemos comentários dos actuais tunos

15 comentários:

Adelaide disse...

Grande relíquia, Veloso! Segundo o blog da tuna a sua fundação foi em 91, daí que muitos dos fundadores devem estar nesta foto! Gostei, obrigada!

Veloso disse...

adelaide,
é verdade, o primeiro ensaio foi feito na biblioteca do DCA.
se não me engano estavam presentes:
Madureira, pilar, aurea, Lucia, Regina, pjó, Ormonde, eu, e o ZAP.
espero nao ter esquecido alguem. eu e o ZAP so davemos apoio moral e logistico!!!

Veloso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Graciete disse...

Veloso, mas que magnífica postagem!
E com um prazer imenso, que tomo conhecimento do que aconteceu após ter sido aluna. Adorei ver este cenário, tão bem conhecido por todos nós, mas ricamente embelezado pela “Tuna”. A foto não fica só para recordar. Fica também para os alunos mais antigos tomarem conhecimento do dinamismo que outros colegas souberem, e bem, imprimir à nossa Academia. Fico muito contente, por isso.
Obrigada, Veloso, por este grande momento que postaste.

PS: podias acrescentar os nomes dos “tunos”, pois não os conheço pessoalmente, mas muito provavelmente poderão partilhar este blog , aliás como é o teu caso e de outros colegas.

Oli disse...

Caro Veloso.
Tu e o ZAP davam à Tuna bem mais que apoio moral.
A imagem que fica desta primeira geraçao de Tunídeos é que tocavam e cantavam super afinados mas a coreografia era algo monótona.
Ainda assim foram muito elogiados por todas as Tunas "de fora" que os ouviam.
Eu aqui deixo o meu elogio também, ainda que com um pouco de mágoa por não me terem deixado tocar nem uns ferrinhos.

Jorge Carvalho disse...

FYI:ou mudas a nota ou não comento!

Veloso disse...

Ó carvalho...
Se for necessário muda-se s nota.
Contudo, este repto só foi colocado para incentivar os actuais alunos a participar (comentar) no blog.
pode ser!

Jorge Carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Carvalho disse...

OK, assim já tá melhor, é que interpretei como só aceitavas comentários dos actuais tunos.
Como pedes muito cá vai!
Do que conheci da tuna, posso dizê-lo com todo o avontade, e sem desmérito para qualquer um, em qualquer ano e ou actuação, mas de facto, esta tuna tinha das mais belas vozes que alguma vez ouvi em representação da AECAH e do respectivo pólo, tanto masculinas como femininas.
Posso afirmar que 99,9% dos tunos ( como será que se diz tuno no feminino????) são do nosso ano de caloiros, o que por si só era sinónimo de qualidade, versatilidade e mais coisas acabadas em "ade", como por exemplo ... amizade!
Bem haja, pela postagem (só uma pergunta, quem era o porta estandarte? lol)
ai se aquelas capas falassem...

António Pedro Malva disse...

Muito tinha para dizer. Fui e continuo um apaixonado por Tunas, mas muito em particular por esta Tuna.
Devo dizer que esta deve ter sido a melhor formação de sempre (que me perdoem as posteriores). Podiam ser monótonos, mas pelo que me recordo, chegaram a ganhar um prémio para a melhor voz, ou vozes (?), num encontro, salvo erro, realizado em Vila Real, e daí em diante, nunca mais soube que se tivesse ganho algo!
Desta formação, tive o prazer de actuar algumas vezes como Lourenço e com o Pedro Bento. Os outros,não os reconheço bem nesta foto e os que reconheço, nem do nome me lembro!
Mas tenho a lamentar que a minha geração tenha tirado muito pouco proveito dos ensinamentos deste grupo. Talvez a culpa fosse também minha, ou talvez eles tivessem sido tão bons, que quem veio a seguir, arcasse com uma grande responsabilidade.
A todos um grande abraço

PS parece-me reconhecer nesta foto uma mulher, pela qual nutri uma grande paixão e sempre que me embebedava, chorava, porque como ela era um par de anos mais velha do que eu, nunca tive coragem para me declarar. Podem chamar-me burro que eu aceito!

Maria Helena disse...

Como única actual "tunante" com permissão para comentar neste blog vou tentar falar por todos os actuais elementos da Sons do Mar.
1ºgostei muito de ver o post, aliás, apesar de só ter publicado algo neste blog uma vez visito-o todos os dias e gosto do que leio. Entusiasma-me ler as recordações de todos de que foi a vossa vida académica e tento sempre encontrar semelhanças com o actual espirito que se vive no nosso Pólo.
2º Muito Obrigada ao Autor deste post. Veio em boa altura. como já foi informado anteriormente a tuna vai celebrar o seu 18º aniversário ja neste próximo fim de semana. A Actuação vai contar com alguns antigos tunos e por isso tem se recordado muitas histórias de viagens, actuações, festas, ect...
Fizemos um esforço enorme para tentar contactar o máximo de antigos elementos possivel. Mas é com muita pena nossa que não obtivemos resposta dos primeiros elementos da nossa tuna.
De qualquer modo ficaremos à espera que nos venham ver no próximo dia 31 de Janeiro no Teatro Angrense.
Peço desde já permissão ao senhor Veloso para publicar a foto blog da tuna pois estou certa que tb sera comentada por lá.

Pedro Bento disse...

Saudações especiais a todos os tunos.
grande abraço veloso. boa foto manda mais
pb

Veloso disse...

Maria Helena,
a fotografia não é minha: É da tuna!!!
Por tal podes publica~la perfeitamente no Blog da "Sons do
Mar".
Mais, com frequencia visito o vosso blog. è muito bom saber que o que os primeiros tunos iniciaram, vocês continuam brilhantemebte.
Pedro: Aquele Abraço...

Ti Renato disse...

É grande a saudade que deixa a tuna, ao longo do tempo ela foi tendo alterações, umas melhores, outras piores, mas acho que no fundo evolui. Melhores coreografias, novo reportorio, enfim, tudo coisas tecnicas, mas no fundo o que se manteve foi aquele singular espirito academico. Hoje, ao longe espreito a sua actividade, e pelo que sei, ainda persiste este ambiente, uma herança dos mais velhos, uma pratica dos mais novos.
Bem hajam.

Pena (WB) disse...

Sobre tunas, praxe, tradição fica o convite para muitas visitas: http://notasemelodias.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails