quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

ANTEMANHÃ

Tentado a comentar estas últimas fotos de 1981, verdadeiras relíquias no baú das memórias do DCA, ocorreu-me a seguinte quadra que decidi postar:

Com que ânsia tão raivosa
Quero aquele outrora!
E eu era feliz? Não sei:
Fui-o outrora agora...


Eça de Queirós citado em
Introdução à primeira parte do Livro
FALUCHO ANCORADO de Manuel Santos-Lopes

6 comentários:

Joaquim Leça disse...

Muito bem, André!

Essa quadra do grande Eça de Queirós resume bem o espírito deste blogue. Todos os que visitam este cantinho na blogosfera, ao verem as fotos e os textos, ficam com uma enorme vontade de voltar àquele tempo de estudante do DCA!
Bem hajas, André, pela tua postagem oportuníssima!
Aquele abraço!

Presidente disse...

"E eu era feliz? Não sei:
Fui-o outrora agora..."

Estes versos resumem tudo!
Obrigado André

Graciete disse...

André, sinto-me tão retratada nesta quadra, ao lembrar-me dos tempos de estudante no DCA. Foram tempos que me marcaram, quer pela intensidade com que os vivi, própria daquela idade, quer pelos colegas que fiz e que permanecem até hoje.

Jorge Carvalho disse...

André, amigo, simples e eficaz!
Abraço!

Adelaide disse...

De certeza, absoluta, analítica, sintética! Gostei!

Oli disse...

Meu só o sentido da oportunidade.
Os rostos felizes na foto ligam bem com o tema da felicidade nos versos.
A figura de estilo do último verso parece-me criação original do autor pois não me lembro de a estudado em ocasião aluma. Belíssima, a codizer com a foto.
Agradeçamos portanto ao Eça de Queirós.

Related Posts with Thumbnails