segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Toda a Verdade


O título, este, parece-me de um programa da SIC!

Sinto que tenho o dever de identificar a “Coelhita”, uma vez que o fui durante 1 dia.
Está desvendado o mistério que se criou em torno de tão balada e intrigante personagem. É verdade. Fui eu!
Mas que este boneco, interpretado por mim, agradou mais que a Graciete, lá terei que constatar, infelizmente, a realidade!
Como defensora do ESPÍRITO ACADÉMICO que vivi, e do entendimento que tenho do ESPÍRITO QUE QUERO deste Blog, sinto que este espaço, para além de um “Cantinho da Saudade”, pode ser também PRESENTE, prolongando e reforçando o PASSADO que vivenciámos.
Talvez por isso, o Sr. Presidente atribuiu-me o cargo, ainda oficioso, de Presidenta da Autoridade de Segurança Anti Espíritos ruins, cuja sigla é ASAEr, e que, ainda mais abreviadamente, se resume a “BONS ESPÍRITOS”.
E estarei aqui, enquanto este espírito se mantiver.
Como é natural, existem colegas com quem partilhei mais as minhas vivência, o que me leva a que, quando faço as postagens e os comentários, possa alargar os limites do que considero tolerante e aceitável, sem melindrar a grande amizade que nutro por eles.
Foi neste sentido que, ao ver o e-mail do colega José António Pacheco, que ainda pude conhecer, e chamando-me a atenção o título do post, tomei-o como ponto de partida, associado a outras frases e situações noutras postagens e comentários, e resolvi fazer uma brincadeira com o meu colega Joaquim Marques, endereçando-lhe o famoso e-mail, com a identificação de propósito do meu e-mail, e anexando a tão falada foto, que é a Graciete, quer queiram ou não!
Quero também dirigir-me ao colega José António Pacheco, apenas para lhe dar conhecimento de que já aqui fiz muitas postagens, quando ainda não andavas cá, sem plagiar ninguém. Desta vez, tinha que pegar nalguns itens, apenas porque me pareceram adequados à situação que queria descrever. Podes ficar tranquilo, relativamente a este assunto.
A cara foi dada e o corpo também! Se não me reconheceram com os olhos mascarados, aí … já não tenho nada a ver com isto!
Enfim, uma brincadeira para o Sr. Presidente que, com a minha autorização, resolveu publicá-la, e que me fez rir e divertir imenso.
Sempre aceitei e aceito as brincadeiras não ofensivas, e penso que, acima de tudo, sempre soube e sei rir-me também de mim.
E por assim pensar, ontem há noite, em conversa com outros colegas no nosso chat, cujo tema era a “Coelhita”, lá estive e pude assistir, em directo, aos comentários, imaginem, e também fui conversando, ou silenciando devido aos risos ou porque não poderia fazê-lo, tudo para não me denunciar.
Mas valeu a pena, porque também acho que “Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena”.
Já agora aproveito para vos mostrar a fotografia completa onde se pode observar uma festa de Carnaval de 1988, no Convento.
PS. Neto, não desapareças outra vez, porque tenho fotos contigo e com outras desaparecidas, datadas de 1990. Irão, a seu tempo, aparecer!

26 comentários:

Fernanda disse...

Graciete o Raf reconheceu-te mas eu disse que não podia ser. Ele parece bruxo.

António Pedro Malva disse...

A mim não me enganas-te... mas tive medo do Tarrafal,ou do Limoeiro!

Adelaide disse...

Graciete, Já estás nomeada oficialmente. Afinal, andas destraída????? Enganaste-te foi na pasta, designadamente ASAEr - Agência Secreta Anti Espírito Ruim, enfim uma DEFENSORA DO ESPÌRITO!

Luísa Benevides disse...

Boa, Graciete!!! O post da "coelhita" foi muito animado!

Graciete disse...

Nanda,
Claro que o Raf tinha razão!
É o meu ano, tudo da mesma colheita!
Mas imagino que ... ainda lhe tenhas dada "para trás", não foi?

Graciete disse...

Luísa,
Temos que nos reinventar para ver se isto anima!
Olha, pelos visto até deu certo.

Graciete disse...

Ó Malva, não tenhas medo!
Tens é de me explicar isto do Terrafal ou Limoeiro, que não percebi. Combinado?

Jorge Rabiçais disse...

Amiga "coelhinha",
eu, simples e humilde servo teu, me crucifico, sacrifico e chicoteio pelos comentários em relação à foto e, sempre te digo que, apesar de não saber de quem se tratava, há coisas que realmente não me escapam, mesmo numa foto antiga e disfarçada!
refiro-me ao tais pormenores e, de facto, tu és uma mulher fantástica cheia de pormenores e, desde já, te dou os parabéns pelo que fazes por este blog e pelo espírito saudável que guardas em tuas entranhas... é um espírito cheio de humanidades!
Seja como for, sabendo quem tu eras ou não...esta noite sonhei com a coelhita!
Bjinhos Grandes!

Helena Flor de Lima disse...

Isto está lindo......
Ainda vamos ter que poder limoeiros......

Helena Flor de Lima disse...

rectifico podar limoeiros......

Mendes disse...

Boa Graciete!
Eu reconheci-te logo quando vi a anterior postagem. Continua a animar este blog, pois o teu BOM ESPÍRITO é essencial para a dinamização e vivacidade do blog. Um grande abraço.

Adelaide disse...

O que é feito do Santana?

Graciete disse...

Jorge,
Fico muito agradecida por reiterares tudo o que disseste, e que asssiti, enquanto figura enigmática.
Tenho agora mais alguns anos, poucos, mas, em contrapartida, deixei cair a máscara dos olhos, que já te pronunciaste, em outros comentários...

Presidente disse...

Tudo muito giro, muito engraçado, muito "Espírito do DCA", um sucesso!
Mas... para Presidenta da ASAEr, está dando maus exemplos!
Esta é a 4ª postagem do dia!!!
Gostava mais da coelhita!
:)

Graciete disse...

Presidente,
Nem sabe o trabalho que me deu esta postagem. Pensava que a tinha na minha pen e não estava. Tive de ir buscá-la, já estando em casa, mas disse ao Manuel que ia postar.
Nem dei que pelo aparecimento das últimas duas, porque estava a escrever.
A postagem tinha forçosamente de ir para o ar HOJE.
Mas, as ideias não se irão certamente ficar por aqui. Hão-de aparecer outras.
Basta-me uma palavra e...lá estou eu toda inspirada!
Posso também aparecer de SANTA!
Aguardemos com calma, como diz um colega nosso, que ... não me esgotei por aqui!
Quanto à coelhita, foi por um dia, mas antes pouco que nada!

Marco Nunes disse...

Afinal não havia coelho bravo.
Está tudo dito pelos anteriores comentádores, o espirito da coisa é mesmo este.
A coelhinha gerou telefonemas entre mim e outros colegas a perguntar, achas que é este, achas que é aquele.
Muito bom.

Marco Nunes disse...

Só agora é que reparei que o Santana está na foto, ainda foi meu colega. Isto sim é transversalidade.

Graciete disse...

Marco,
Pois é, não havia coelho bravo!
Mas agora reparei, no meu Perfil, e não é que no meu ano Zodíaco sou Coelho!
O signo astrológico, este já o sabia, Leão, e vá servir para o meu cargo de Presidenta da ASAEr.
Também recebi telefonemas a perguntar quem era. E eu .... sem poder revelar!

JT disse...

Bem que me queria parecer que era o Santana lá no fundo, olha que ele fantasiadi daquele modo faz lembrar o Max.
E as toalhas de plástico, tipicamente característica da cozinha do Convento

Carlos Solipa disse...

Boa Graciete, eu conhecia aquela cara, mas não chegava lá. Tapas-te os olhos que é aquilo que mais te identifica.
E eu a pensar que tinha posto as mãos na coelhita... posso te-las posto noutro sítio...
Vais ter que continuar a animar este blog.Beijinhos

Bruma das Ilhas disse...

Graciete:
Esta postagem foi das melhores e tudo me dizia que era tua e daí eu referir que o coelho estava à entrada da toca. Ou seja, estava entre nós. Mantém esse espírito, com a elegância que te caracteriza...
Beijinho

Vouzela

Graciete disse...

Carlos Solipa,
Que conhecias a cara, pois tinhas toda a razão.
Mas esta de dizeres que só os olhos me identificam...
Fiquei triste!

Graciete disse...

Vouzela, a coelha não estava só há entrada da toca. Estava mesmo infiltrada!

JAGPacheco disse...

Continuo a pensar que o comentário que dirigi á “Coelha” não tinha de nada de agressivo, jocoso ou provocador.
Em causa estava uma “coelhita” para mim tão fictícia como a “Lebre de Março” da Alice no Pais das Maravilhas. Por detrás daquela personagem poderia estar um homem ou uma mulher, o bispo de Angra e ilhas ou a colega Graciete.
Agradeço as explicações, vou ler as tuas postagens a ver se me “inspiro” e também conto uma história. Vamos ver se a ironia dos outros, passa no teu crivo de Santa Inquisidora (ASAER).
ZAP

Graciete disse...

Colega José António Pacheco,
Fico a aguardar as tuas postagens. Se as minhas forem fonte de “inspiração” , terei certamente muito gosto em lê-las e comentá-las.

Graciete disse...

Jorge Tiago, o Convento inaugorou-se com as famosas de toalhas em plástico.
Vê como já estávamos a contribuir para a defesa do Ambiente!
Só passar um pano e já está!

Related Posts with Thumbnails