segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Aqui estou eu


Finalmente decidi escrever alguma coisa para o Blog.
Ao olhar para esta fotografia, vem-me à memória uma tarde de domingo, em que decidimos estudar,Sérgio,Manaças, Gongo,Menano, Cassinelo, para a cadeira de Mesologia I, na casa ao lado do Convento.
Depois de muito estudo e já esgotados, pelo esforço,deu-nos uma sede terrível, aparece um iluminado que teve a brilhante ideia de fazer uma sangria.
Logo nos atarefamos a preparar a "poção mágica", tendo resolvido o problema da quantidade
com uma bilha de leite de 50 l.
Como o local não era o mais indicado, mudámo-nos para as traseiras do Lar Feminino.Imediatamente, todo o pessoal do DCA se juntou ao nosso grupo, inclusivé o "Chouriça"
que começou a ler a Biblía, que sempre o acompanhava, enquanto o João (xuau) Cassinelo tocava viola e oresto da malta cantava e bebia que nem porcos.
Quando saíram as notas,desta cadeira, toda a gente festejava a passagem à sua primeira cadeira na Universidade, os únicos que chumbaram fui eu e o nosso amigo Electrão.Este menino ainda nos deu trabalho, porque queria ir a casa do Prof. Gago da Câmara dar-lhe cabo do focinho. Imaginem esta cena do nosso querido colega inspector da ASAE.
Saudades
Rafael Vidal

14 comentários:

Adelaide disse...

Sejas bem vindo! Rafael, parabéns pela tua 1ª postagem, pela amostra, imagino as próximas. MAs uma coisa é certa, a sede passou-vos e isso era sem dúvida o mais importante!

Graciete disse...

Rafael,
Que falta que me estavas a fazer.
Quando recordo as situações mais hilariantes, também lá estás, sempre!
Rafael, vá aparecendo também para recordares algumas das nossas histórias.
O Electrão é agora da ASAE? Estão tramados!
Beijinhos

Helena Flor de Lima disse...

Oh Rafe!
Sejas bem vindo a este ponto de encontro, estava difícil a tua presença, mas valeu a pena......Beijinhos
Helena Flor de Lima

Mendes disse...

Boa Rafael
O pessoal do DCA sempre teve uma habilidade nata para rapidamente organizar uma festa.
Um abraço e conta mais.

Presidente disse...

Rafael,
Tenho a certeza que foi a Nanda que te picou tanto, mas tanto carago, que tiveste que postar!
Porque será que as esposas do DCA são os homens da casa?
:)

Carlos Solipa disse...

Rafael, grande festa, e se o Electrão concretiza as ameaças acho que teria sido bem melhor. Alem disso é sempre bom recordar os amigos, principalmente os que já partiram, não deixa de ser uma homenagem a um grande amigo. Obrigado

Graciete disse...

É certamente também uma homenagem ao nosso querido colega Menano que, infelizmente, já não se encontra entre nós, mas que o recordámos com muita saudade. Estará para sempre connosco.

Bruma das Ilhas disse...

É com surpresa que acabo de saber que o Menano já não está entre nós, mas estou certo, que onde estiver, também estará junto de quem o recorda.
Um abraço ao rafael
Vouzela

Pedro Manaças disse...

Rafinho!! Lagarte Amigue

Lembras-te da prova de vinho verde que o Sérgio trouxe?
É que eu só me lembro de começar.....

Alberto Freitas disse...

Até que enfim, estava a ver que nunca mais. Parabens por mais esta linda lembrança do Farinheira na sua missão envangélica, e nós na nossa missão etilica.
abraço

Dina disse...

Caro Rafael...á quantos anos..mas a tua memória acho que não tá tão boa como a do Niger. Isto porque ontem ao ler a tua postagem, vi que chamavas choriça ao joão Gois...e acho que era sim "FArinheira". Mas o Niger já se apressou a corrigir, Penso que foi nesse dia que vi pela primeira vez um dos meus idolos femeninos " a Ana Rosa" com uma grande bebedeira e em que ela só dizia..."Dina o Farinheira tá a chorar cerveja" lembro.me como se fosse hoje..obrigado Rafael e um bjinho pra ti e pra nanda

Carlos Solipa disse...

Sempre que o Sérgio aparece para conviver há sempre umas provas de vinhos que por sinal são sempre do melhor.Eu que o diga e o Niger quando do almoço em Leiria, rica pinga.

Graciete disse...

Dom Carlos,
Isto de "rica pinga" já não é para quem prova bons vinhos! Tens que te actualizar na linguagem.

Mendes disse...

O Niger!
Agora que falaste no "Farinheira" lembre-me duma história que tive com ele. Entrei para o DCA no ano lectivo 83/84 (em final de Setembro ou princípio de Outubro). Cheguei à Terra Chã num Domingo à tarde e fiquei uns dias a dormir no quarto do Neto, no antigo Lar Masculino. Entretando, comecei à procura de casa e acabei por alugar um quarto na casa do Sr. Rufino, na Terra Chã. O Farinheira também vivia lá em casa e contou-me cobras e lagartos do Sr. Rufino. Resumo da história, estive lá em casa somente uma semana e mudei-me para Angra.
Um abraço.

Related Posts with Thumbnails