quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Burros, houveram muitos...

Graciete, essa tua história tão bem contada, fez-me lembrar de outra também com burros. Como não tenho tanto jeito para a escrita como a Graciete, para compensar encontrei uma foto, que embora desfocada serve de prova!!!

Pois foi assim, estavamos nós a dormir no antigo lar das raparigas, isto em 81 ou 82 e ouve-se uma enorme algazarra, eis que quando chegamos à sala estava lá o Fino montado num burro que tinha achado sabe-se lá onde!!! Mas o melhor da história veio depois, ninguém conseguia tirar de lá o burro, quanto mais o empurravamos para fora, mais ele recuava para dentro de casa... Foi uma verdadeira tragédia que levou horas do nosso sono. Só me lembro que o conseguimos expulsar de marcha atrás e a fazer o contrário do que queriamos (foi aí que percebi o verdadeiro siginficado da expressão: teimoso que nem um burro!) ou seja a tentar metê-lo dentro de casa...

E aqui fica a prova do "crime", o Fino montado no burro dentro da nossa sala.

4 comentários:

Presidente disse...

Pode ser que o "fóssil" João Porto, e Luis Nuno (que sei que já sabe do blog pelo Porto), encontrem o Sr. Eng. Luís Rodrigues, e este vendo aqui sua foto, desça do seu pedestal, e venha aqui contar a história.

Manuel Loureiro disse...

boa Teresa
é mesmo isso como podemos ver as burrices e burricadas fizeram parte da nossa vivencia na terra chã ao longo dos anos, aliás não foram só os brurros, tambem os cães fizeram parte da nossa historia, o brejnev, não o leonid, o brejnev mesmo ou a simsim, uma cadela preta rafeirissima que assistia às aulas ao fundo da sala, essa quase se licenciou. venham dai as historias dos nossos animais.

Graciete disse...

Teresa,
A tua história é linda...
Adorei ver o Fino tão bem montado!
Tu estás toda armalilhada, cheia de armas secretas. Que fotos que tu arrajas!!!
O teu Post "Elas" tb me fez lembrar outra história. Assim é que tem graça!
Beijinhos

Teresa Valdiviesso disse...

Manel...
Os cães...
Já me tás a dar inspiração para outro post, mas é melhor ser amanhã.É que nem imaginas encontrei fotos do Xenom em bébé! Fui eu que o adopei e depois ficou mesmo da Universidade. sse já tinha licenciatura, mestrado e doutoramento. Assistia a tudo quanto era aula debaixo da minha cadeira. Lembro-e de ele ir roubar os piaçabas às senhoras da cozinha, era o cão mais doido que conheci até hoje. Mas este post fica para amanhã, senão gasto os trunfos todos de uma vez... :-) O que tu me foste lembrar Manel, os cães...
Beijinhos

Related Posts with Thumbnails