domingo, 2 de novembro de 2008



El Rei ...

Tempos idos, recordações que se atracam ao porto da memória!

Esta foto, já nem me lembrava, caso a minha amiga Crsitina da Madeira não ma tivesse enviado para o meu hi5, aliás a quem eu cumprimento e a quem eu já desafiei para entrar aqui no blog.

Mas, agora me lembro que foi o Prof. Tomaz Dentinho que andou a recrutar pessoal (supostamente monárquico) par ir jantar com El Rei...

Bom, assim se passou, foi dessa forma que El Rei teve o prazer de me conhecer...

Quem mais esteve nesse jantar, se tiver fotos e memórias... força, postem!

bjinhos e abracinhos

34 comentários:

Presidente disse...

Jorge,
Essa foto merece ficar em tamanho grande e centrada!
Se precisares de ajuda, e concordares com a minha sugestão, manda-me a foto original por e-mail, talvez eu consiga.

António Pedro Malva disse...

Só se o Sr. Presidente for monarca.

eu guardo más recordações desse jantar. Foi a única vez que me lembro, que a nossa Tuna foi convidada a actuar e não foi convidada a jantar. Quem quis jantar teve de o pagar e bem pago e como o dinheirito era sempre pouco, a malta estava sempre à espera de comer à pala. Nem sequer tivemos direito um bálsamo para aliviar as nossas tão cansadas cordas vocais!

Bando de forretas,

...e eu que até gostava de reis, castelos, cavalos ...e donzelas!

Presidente disse...

Risos,
Aleluia Pedro Malva!
Eu não sou Monarca, nem Republicano, sou só ex-aluno! E gostei de saber do "prazer" que o candidato ao trono teve em conhecer o Jorge Rabiçais, mai nada!

António Pedro Malva disse...

Bem! se for pelo Rabiçais, eu concordo que a fotografia seja colocada em destaque!

António Pedro Malva disse...

Bem! se for pelo Rabiçais, eu concordo que a fotografia seja colocada em destaque!

António Pedro Malva disse...

Bem! se for pelo Rabiçais, eu concordo que a fotografia seja colocada em destaque!

Presidente disse...

Ó Pedro, essa é que é a vontade que tens em falar comigo! até te repetes 3 vezes.. risos
Tás a ver que comentar não dói nada? Andaste aqui 2 meses na sombra sem perceber o prazer de comentar... e dizias que não tinhas tempo, que não sabias escrever... tudo tretas!

Joaquim Leça disse...

Grande Rabiçais!
Sempre ao mais alto nível! Concordo com o nosso Presidente. Esta foto merece um tamanho maior, para podermos apreciar melhor este momento "real"! Abraço

Fred Teixeira disse...

Boas a todos!!!
Também me lembro desse jantar, que tive a honra de participar...
Vejo também que o colega Malva continua forreta como sempre e o que se lembra é que não conseguir comer à pala!!!
Essa estória de Reis e Rainhas é para quem lhe faz gosto ou não...
Para mim foi apenas mais uma grande jantarada de copos e guitarradas como muitos outros que guardo na memória. Apenas com a diferença de termos um homem que se mostrou bastante simpático no meio de nós.
Abraços e beijinhos a todos os que estavam presentes e como eu se divirtiram à grande e à portuguesa.
Fred

Fred Teixeira disse...

Malva,
Em relação à Tuna não ter sido convidada a jantar tens que perguntar ao Tomaz Dentinho e à direcção da Tuna... Eu só mando bocas pró ar... Não venhas práqui deitar abaixo o homem do bigode.
Fred

Marco Nunes disse...

Ora viva,
E assim me estreio em absoluto nesta coisa da blogosfera.
Também me lembro desta ocasião.
Não me lembro é se fui como membro da Tuna ou à civil.
De qualquer maneira, tocando ou nao, diverti-me na mesma nesse e noutros jantares grandiosos que se fizeram nesses tempos.
A presença de S.A.R. tornou este... original.
No entanto houve muitos outros em que a palavra original não é suficiente para descrever a "selvajaria" em que se transformavam.

Grandes tempos.
Um abraço para todos.
Marco

Marco Nunes disse...

Já agora, alguém me diz como é que se pôe a fotografia junto ao comentário (talvez o Fred que é homem da informática, pelo menos computador em casa tinha... grandes jogatanas)
Abraços

Presidente disse...

Marco,
Bem-vindo!
Qdo fizeste o teu registo no bloguer para seres Autor, criaste um PERFIL, usa a tua senha, edita o teu perfil, e lá, adiciona a foto.

Marco Nunes disse...

Obrigado Presidente,
Este é só para testar

Graciete disse...

Caro colega Marco Nunes,
Uma vez que já domina o seu PERFIL, seria muito da minha parte, se lhe pedisse que colocasse o seu LOCAL?

Marco Nunes disse...

Graciete,
Vou tentar. Não prometo porque não percebo nada disto. No entanto não me parece que seja dificil.
Marco

Graciete disse...

Marco Nunes,
Já lá está!
Dá o exemplo aos teus, e meus, colegas mais novos ou velhos. Vê se os consegues abanar!
Obrigada

Graciete disse...

Marco,
Já agora ... comenta também nos posts dos mais antigos. Estou esperançada de que serás o primeiro! Intuição!

Presidente disse...

Graciete,
Manipuladora!!!
Viste chegar um menino novinho... e tentaste logo "caçá-lo" para os teus comentários... Estás a usar a técnica do "estímulo" da Ministra Luísa Benevides?

Graciete disse...

Presidente,
Estou aqui à volta das práticas da Microbiologia ... pelo que preciso de ter muito olho para as bactérias, etc.
Estou apenas a ajudar a Luísa!
O colega pareceu-me simpático e mereceu a minha atenção.
Não inibas agora o rapaz!

Graciete disse...

Marques, já agora quero também que o Marco post para comentar nas postagens dele ... e ver se ele me "dá troco", já que os outros não me "passaram cartão"!

Jorge Rabiçais disse...

Meus caros amigos, fico feliz por ver que a minha postagem despertou ódios e amores...
Quanto à sugestão do nosso ilustre presidente, já está aceite, porque também acho que a foto merece ficar mais reconhecível isto para que se possa, finalmente, vislumbrar quem é o sr de bigode que está ao pé de mim... lol!
bjinhos e abraços

Graciete disse...

Jorge,
Os ódios podem esquecer-se mas os amores ... ao menos que sejam correspondidos!

Jorge Rabiçais disse...

Pois Garciete, de facto tens razão!
Nós, mensageiros de esperanças, dividimos a nossa vida entre o ódio e o amor e, de permeio, temos rasgos de lucidez e momentos d eloucura que nos tornam singulares... que se olhem para os ódios para crescer e se olhem os amores para nos eternizarmos na paixão da juventude!
dessa forma seremos verdadeiros seres humanos, e essa humanidade que desague em mares de amores correspondidos.... se isso não acontecer, que nunca desistamos e do delta à nascente que seja mais um novo e breve despertar!
beijos!

Jorge Rabiçais disse...

GRACIETE... desculpa, escrevi mal o teu nome, mil perdões e beijos aos milhões!

Graciete disse...

Jorge,
Não tem qualquer problema. Percebi perfeitamente!
Será que eras tu o poeta que ia no avião?

Adelaide disse...

Poeta, pode ser! Mas a foto está igual!

Graciete disse...

Adelaide,
Estamos tanto a precisar de alguém que, aqui no Blog, nos dê poesias e boas prosas, uma vez que ... já fomos tão mal tratadas!

Adelaide disse...

Tem calma, que está quase a vir a Serenata!

Graciete disse...

Também já pensei nisso!
São também das guitarradas, não é?

Jorge Rabiçais disse...

Minha queridas, de facto uma das minhas pessoais vaidades é o facto de poder rivalizar com Pessoa, Florbela, Mário de Sá Carneiro, entre outros ilustres! isto de ser poeta, que dizem que todos temos um pouco, já que a loucura todos abraçamos, pelo menos a ver pelas "estórias" de cada qual, tem a ver com sentires interiores que faz de nós singulares solitários!
Eu, nesse avião, como na vida, como neste blog, coloco em tudo o que faço, a alma poética que me corre nas veias qual lava em ilhas de bruma...
dessa forma, presentear-vos- ei, com o mais nobre dos meus sentires - a poesia!
O meu amigo ZAP dizia a meu respeito: "dá pro verso e muito mais, não fosse ele de Rabiçais...!
aguardem, serei tão breve como um suspiro e tão intanso como o vosso desejo!
:-)

Graciete disse...

Adorei esta "serei tão breve como um suspiro e tão intenso como o vosso desejo".

Ti Renato disse...

Lembro-me bem deste jantar, pois o certo é que jantei, escapou-te alguma coisa Malva!!
Como neste ano os caloiros nao usavam traje, fui com um fato que o Malva me emprestou, feito pelo seu pai.
Durante o jantar, sua Alteza discursou, e o velho Cidadão Fonseca com os copos, tomou da palavra e disse que teve com o duque no ultramar, e que nos helicoptros, ele era um HOMEM DE TOMATES. A partir daí, guitarradas que o caldo estava dado.

Ti Renato disse...

Lembro-me bem deste jantar, pois o certo é que jantei, escapou-te alguma coisa Malva!!
Como neste ano os caloiros nao usavam traje, fui com um fato que o Malva me emprestou, feito pelo seu pai.
Durante o jantar, sua Alteza discursou, e o velho Cidadão Fonseca com os copos, tomou da palavra e disse que teve com o duque no ultramar, e que nos helicoptros, ele era um HOMEM DE TOMATES. A partir daí, guitarradas que o caldo estava dado.

Related Posts with Thumbnails