segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Despertar é preciso

Interiorizando as palavras da Graciete, no texto sobre Santos e Santas, percebi o alerta que, muito provavelmente, ela nos quis deixar, como mulher inteligente que é.
Para que não aconteça o que o poeta nos verbaliza, decidi colocar aqui este poema, duma forma mais séria, para nos fazer pensar um pouco. Aqui está:


DESPERTAR É PRECISO

Na primeira noite eles aproximam-se e colhem uma flor do nosso jardim
e não dizemos nada.

Na segunda noite,
já não se escondem;
pisam as flores, matam o nosso cão, e não dizemos nada.

Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua e, conhecendo o nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.

E porque não dissemos nada,
Já não podemos dizer nada.

Vladimir Maiakóvski

5 comentários:

Graciete disse...

Zita,
Não sei o que dizer, quer pelas tuas palavras, quer pelo poema que postaste.
Se te parece que sou uma "mulher inteligente", pois resta-me apenas agradeçer a tua sinceridade e audácia.
A alma sente mas as palavras é que a espelham!
E muitas vezes, esquecemo-nos das palavras mais importantes!
Pois é, como o poema quer dizer, porque não aproveitar todos os dias que ainda mandamos na voz?
Por qualquer motivo, irá chegar o dia em que já não o poderemos fazer e poderá ser tarde de mais!

Adelaide disse...

Não digo nada, mas tenho que comentar!
Parabéns!

Helena disse...

Zita!
Estás muito poetisa, realmente a moça está a ficar cá com uns dotes.....
Desconhecia esta faceta de minha amiga e colega, muitos parabéns

Presidente disse...

Zita,
Este teu post
e outros futuros do nível deste
ao elevar o nível
credibiliza
e apela à maturidade intelectual
da nossa agremiação.

Zita disse...

Presidente,
é claro que a ideia que esteve na base da criação deste blogue foi, por certo, o reencontro de muita gente que em determinda fase das suas vidas partilharam momentos bons e até menos bons. Mas partilharam.
No entanto, eu entendo que para além de continuarmos a lembrar situações vividas, podemos, e será interessante, mostrar-nos como somos hoje. Sim, porque todos nós crescemos, não só na idade (essa pouco importa) mas principalmente como gente que habita este planeta.
Saravá.

Related Posts with Thumbnails