quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Professoras de Matemática

Olá a todos, andei um pouco alheado do nosso blog nos últimos tempos atarefado com alterações no trabalho, e quando o abro hoje fico impressionado de facto com o impacto que ele está a ter.
3259 visitantes, nem tu imaginavas uma coisa destas ó Marques…..
Diverti-me imenso a ver os comentários às postagens que foram feitas e felicito todos aqueles que as tem feito. Carlos Solipa, com calma a coisa vai-se compondo e como é visível que o alzeimer anda por ai a atacar tem mesmo de ser com conta peso e medida para não provocar algum esgotamento com o esforço de memória de alguns.
Eu próprio confesso que por vezes já não sei bem como foram as coisas, por exemplo professora de “Matemática I” foi a mãe do Jacinto, a Professora Antónia Gil, que quando nos dava aulas nos convidou para ir passar a semana antes da Páscoa para a sua casa das Sete Cidades em São Miguel, a mim, ao Pedro TAP que se fez acompanhar de uma amiga brasileira, ao Tó Canedo, ao Manuel Frazão e penso que ao Rochinha também.
Lá fomos para São Miguel no Ponta Delgada (barco), num qualquer dia de São Vapor que então haviam. Chegados à Ilha Capital, recepcionados pelo Fino lá partimos para as Sete Cidades onde passámos uma semana fenomenal, e conhecemos o Jacinto que era um adolescente então e usava uma fita na cabeça tipo RAMBO.
Recordo-me que a ideia era no dia de Páscoa apanhar-mos uma camioneta que nos transportasse para Ponta Delgada, onde ficaríamos no lar masculino do Pólo Universitário Local deixando a data ás comemorações familiares da nossa simpática professora e anfitriã.
Acontece que naquele tempo camionetas não havia muitas e a única hipótese era apanhar boleia da camioneta da recolha de leite para poder sair das setes cidades, o que nos propusemos fazer, contudo sem hora marcada para a saída que poderia ocorrer entre as oito da manhã e algo tipo 11horas, da mesma manhã (supúnhamos nós).
Enquanto aguardávamos pela dita camioneta num cruzamento das Sete Cidades, em casa da nossa professora Antónia Gil, preparava-se o repasto para o almoço de Páscoa, “se bem me lembro” cozinhado pela simpática avó do Jacinto que era uma senhora incrível.
Mas vai dai, e passavam as oito horas, as nove horas, as dez horas, as onze horas, o meio-dia, a uma hora, e camioneta de leite, ou qualquer outro tipo de veículo com motor era coisa que não passava.
Bom recordo-me que a coisa acabou connosco literalmente a comer o almoço da família, com o pai do Jacinto a enfiar-nos a todos dentro do carro e tentar levar-nos a Ponta Delgada, o que conseguiu concretizar, mas sem antes termos um furo pelo caminho sobre o qual tenho a vaga ideia de que assistimos à mudança do pneu feita pelo proprietário do veiculo, enquanto que em casa da nossa professora de matemática se refazia um almoço para a família com os restos que os “alarves” teriam conseguido não ingerir.
Em relação à nossa professora de “matemática II” aquela do acidente de avião, recordo uma figura muito frágil e tímida, ela era muito jovem e nós literalmente da mesma idade ou ligeiramente mais novos, recordo-me de a termos convidado a ir comer à Fonte Faneca a nossa casa (Pedro TAP, Tó Canedo, Rocha e eu) o que ela acedeu muito a receio e donde literalmente fugiu depois do almoço vá-se lá saber porquê.
Bom esta postagem surge da memória que vocês fizeram despoletar com as trocas de informação sobre as professoras de matemática e não podia deixar de repor aqui um pouco a verdade sobre a simpatia das nossas professoras.

4 comentários:

Presidente disse...

Já sentia a tua falta Manelinho!
E olha, o "convite" continua de pé, e cada vez mais premente.. isto está a tomar umas proporções!...(apesar dos velhotes continuarem na retranca!)
Mas as boas surpresas vêm de onde menos se espera!
Um destes dias tenho pensada uma "COMUNICAÇÃO AO PAÍS"... Aguardem!

Graciete disse...

Presidente,
Também estou plenamente de acordo!
E eu também uma postagem não escrita...apenas pensada...para fazer!
Já devia ter aparecido...mas...não tenho tido tempo para fazê-la.
Mas há-de aparecer!!!
Como sabes, CONTINUO NA ACADEMIA.
Já disparei...para os...com cargos, com ou sem confiança política!!
Vai chegar também a vez da ACADEMIA!
Beijinhos

Adelaide disse...

Agora já percebo porque é que o Jacinto quis ir para a Terceira, só não entendo como é que a mãe deixou! Grande mãe!

Pedro Manaças disse...

A prof fugiu?!
Cá pra mim vocês estavam-lhe a fazer a folha... de presenças, claro

Related Posts with Thumbnails