terça-feira, 28 de outubro de 2008

A Festa do Caloiro e os GÉMEOS

Recordo-me de quando as recepções ao caloiro começaram a ser oficiais.
A festa fazia-se na cantina, como seria de esperar, e a sala era preparada e adornada ao pormenor.
Aguardávamos sempre com grande ansiedade este dia, uma vez que contava com a presença do Director do Departamento e também de muitos professores, que connosco se aliavam nesta ocasião, mesmo que os se distanciavam, no dia-a-dia, mais de nós.
A alegria deste evento era profundamente vivida e partilhada por todos. Bastava-nos saber que mais algum professor tinha confirmado a sua presença, para que a mesma ficasse francamente ampliada.
A expectativa que se criava, até à última hora, da sala esgotar a sua capacidade, a informação de que viriam muitas pessoas de Angra, os nomes, tudo era motivo de contentamento.
Para abrilhantar este evento, eram realizadas algumas representações revisteiras, inspiradas, sobretudo, nos aspectos menos positivos da nossa vivência académica, nos caloiros e em sketches direccionados para os professores.
Da parte dos alunos de Agrícola, o mentol do projecto era sempre o Quim Lopes. Para além da escrita do texto, cabia-lhe também a escolha dos intérpretes, a encenação, os ensaios, a interpretação, enfim, tudo o que gira em torno de uma peça.
Sei que não era fácil, na altura, encontrar actores e actrizes sem experiência!
Na assistência havia os convidados especiais, os professores, e a coragem para transpor esta constrangedora exposição, assustava!
O Quim sempre me convidou para estas actuações e eu, embora receosa, achava a iniciativa tão interessante que, ponha de lado este pormenor perturbador e aceitava sempre. Nesta festa, no ano de 1986, o cenário representa uma aula e lembro-me que o texto se desenvolvia em torno das inteligentes questões que eram levantadas pelos alunos. Eu, supostamente, encarnaria a personagem de uma cantora britânica de Pop, Samantha Fox, que, na altura, se encontrava no Top das vendas. Os alunos que me acompanham são o Diogo e o Emanuel.
E sei que, para representar cabalmente o meu papel, o Quim exigia que interpretasse algumas facetas mais atrevidas da cantora!
Bem, depois da peça ter saído de cena, a festa prosseguiu e sei que chegou o momento da música avançar. Havia luzes, …. tudo como numa discoteca.
Por falar em discoteca, éramos nós que ditávamos qual a que merecia o estatuto de “In”. E os outros frequentadores, que não os alunos, seguiam-nos.
Naquele momento, tínhamos feito um interregno no “Satiricon” e a eleita era a “Twins´s”.
E os GÉMEOS congratularam-nos com a sua presença na nossa festa. Era um intercâmbio, uma simbiose ou um parasitismo, o que entenderem, deveras interessante.
A dança já se tinha iniciado e estava tudo com a animação bem movimentada, a viver, intensamente, o momento.
Mas, eu não! Andava deveras preocupada, sem saber como me livrar da encomenda que me tinha sido entregue!
Não é que um dos gémeos resolveu investir toda a sua atenção em mim, e não me deixava ter um momento de sossego com os meus colegas!
Bem, logo pensei que o homem deveria estar a confundir a personagem da Samantha Fox com a minha pessoa, e depressa me apressei a ir a casa trocar de roupa.
Regressada, logo me deparei com a realidade. Afinal, ele não tinha confundido!
Se eu fugia para a pista, ele queria dançar comigo, se me sentava na mesa, lá vinha ele com bebidas, pelo que não sabia como estar em paz e com os meus colegas.
Estes certamente também andavam nas suas investidas!
E não havia quem me iluminasse, já que os meus planos não surtiam efeito.
Numa das muitas tentativas de ida à pista, um amigo (não aluno) namorado de uma colega nossa e que com ela dançava, disse-me que a situação se iria resolver e, largando a namorada, agarrou-me com força e comigo dançou como se estivéssemos em concurso de danças!
E resultou!
E como todas as nossas festas terminavam sempre na discoteca, lá fomos para a anteriormente citada.
Ao descer as escadas encarei logo com dita personagem, que eleva os olhos, juntamente com mais alguns membros do seu clube, para a escadaria.
Bem, continuei o meu percurso e efectuei os rituais habituais, próprios daquele espaço.
Desloquei-me ao bar e quando ia pagar a minha conta, o empregado depressa se apressou a anunciar que a mesma já se encontrava saldada.
Não consigo explicar o que senti!
Não sabia o que dizer ao empregado que, para mais, nem o conhecia!
Mas agradeci. Agora não sei se em nome do patrão, se ao empregado!
Se os sabia distinguir? Que remédio tive eu!
A partir daquela festa nunca mais os confundi.

24 comentários:

Dina disse...

Helloooooo Diogo. Sê bem aparecido. Quando vi a foto questionei- me por onde andarias, pois há mais de 20 anos que nao sei nada do meu parceiro de canasta. O curioso é no mesmo dia em que a Graciete põe a foto em que tu apareces, entras no Blog!Coincidencias...
Que fazes..por onde andas...tens filhos??? um grande beijinho

Presidente disse...

Interessantes Gémeos(músculos)!
:)

Graciete disse...

Marques,
As interpretações...não é para todos!
Pode-se fazer várias leituras!
Não sei comentar, uma vez que poderá ser também ... a quem pertence os Gémeos(músculos), porque a subtileza da sua frase, deixa o fim por desvendar!
Outros que me ajudem nesta tarefa.

Graciete disse...

DONA HELENA,
Anda calada! Não se lembra?
VÊ como a sua amiga se EXPÕES NA FESTA, para os professores!
VÊ como a sua amiga se EXPÕE AQUI, sem problemas!
Quem sabe se o outro Gémeo andava a investir a sua atenção em si!

Presidente disse...

Deixa-lá, quando chegar o Solipa, com o linguajar dele, vai dar-te uma ajuda na interpretação.
lol

Graciete disse...

Marques,
já não basta a congénita e forte aptidão dele, para ainda lhe estás a dar força!

Graciete disse...

QUIM LOPES,
Preciso de ti!

Adelaide disse...

Está provado que era mais fácil aos irmãos Pinguins, à 20 anos, comunicar entre eles na Twin`s, com os seus famosos intercomunicadores, do que aqui pelo Blog!Lembram-se quando o José João procurava pelo João José, através de alta tecnologia da altura, dada a imensidão da disco, e afinal descobriam que estavam atrás um do outro? O amigo João Madruga sabe contar esta história como ninguém!

Michael disse...

caros colegas, o que é feito do emanuel da madeira?
O nosso colega eugénio diogo sei que anda prós lados do INRB, antiga DGPC, a trabalhar com 2 conhecidos o Francisco Qurino e a Ana Vinhas. Se souberem de mais alguma coisa, digam qq coisa.

Michael disse...

cara graciete, gostava de saber se conseguias distinguir qual dos gémeos era quem?

Alberto Freitas disse...

Graciete
Não te preocupes pelo facto de não reconheceres qual deles era pois tambem era so uma cabeça a dividir pelos dois

Graciete disse...

Niger,
Ora agora é que dizes tudo!
Mas um queria deslocar-se mais para perto!
Como tinha de estar sempre alerta tive que saber distingui-los. E sabia!

Graciete disse...

Manuel,
Não tenho uma foto com uma "fiada de professores", mas eles lá estavam!

Graciete disse...

Adelaide,
O Madruga estava concerteza na "fiada de professores" deste festa do caloiro!
E os Gémeos também estavam!
Hei, tanta festa...

Graciete disse...

Michael,
Como vês, tinha a a foto da festa do caloiro antes da que tu postaste.
Fizte-me postar!

Graciete disse...

A ideia que o João Pedro formulou de "Para quando um encontro do pessoal na Terra Chã (era bom que acontecesse antes que todo o Campus mude para o Pico da Urze)", seria deveras interessante.

Em Julho deste ano tive o prazer de lá ir e reecontrei alguns dos nossos colegas que, como sempre, me receberam bem.

Mas, se despir o fato de docente, e for como antiga aluna, não sei se farão como o Gémeo!

O mais certo é a Graciete ficar cá fora, com vocês, a confratenizar como fazíamos quando faltava a luz!

Com o rótulo de antiga aluna, ninguém se lembra de mim! É assim!

Carlos Solipa disse...

Ó Marques, onde é que tu estás a ver os gémeos? Eles eram um bocado grandes para se esconderem nas pernas da Graciete e essa dos músculos não dá para ver porque as meias são pretas. O "melro" andava disfarçado.
Cá para mim querias dizer que a Graciete tinha umas pernas bonitas e inventas-te essa dos gémeos.

Presidente disse...

Andas muito polido, Carlinhos!
Deve ser porque te andas a relacionar bem, ultimamente!
Eu esperaria que tu te referices às "trancas", ou coisa do género...
agora pernas bonitas...

Graciete disse...

Meninos Carlos e Marques,
Mas que confusão que se criou com minhas pernas!!!
Entendam-se!
Não se vão zangar por tão melindroso assunto!

Graciete disse...

Carlos,
E se, porventura, o Sr. Presidente, com a dos Gémeos, pensasse em tecer as considerações que tu entendeste, pergunto que mal teria?
Ficaria até muito contente!
Ou serás só tu que podes PIAR?

QL disse...

Caríssimos, aproveito o ensejo para dizer ao Presidente que a minha participação reduzida se deve à filtragem a que sou sujeito no trabalho e por outro lado à escandalosa falta de tempo para entrar, ler e reviver...

As festas eram de facto muito animadas e felizmente havia sempre gente a querer participar, no entanto a Graciete, com o espírito aberto que se lhe reconhece, prestava-se a papéis mais brejeiros e também mais divertidos. Quanto aos gémeos referidos pelo Presidente, confesso também a minha predilecção pelos glúteos, quadricéps (femininos para já...).

Tenho algumas fotos que gostava de postar e partilhar convosco. Cá fica a promessa para um destes dias...

Recomendaçóns pró Japánn !!

Graciete disse...

Quim,
Não imaginas a alegria que tive por apareceres.
Nem queria acreditar.
Ouviste o meu pedido de socorro!
Não sabes como me vejo aflita por aqui!
Os que estavam na peça, nada dizem e estes espectadores são deveras uns maldizentes!
Beijinhos para ti e vê se tiras um tempinho, de vez em quando, para este cantinho das saudades.

carla Ávila disse...

pois os gémeos eram assim...tinham bom gosto...lol

Fernando Santos disse...

Essas fotografias são mesmo antigas

Related Posts with Thumbnails